Header Ads

Image and video hosting by TinyPic

Educação : AESA greve pronta pra explodir .

Os mais de 1.700 alunos da Autarquia de Ensino Superior de Arcoverde estão sem aulas dos professores contratados desde esta sexta-feira (27).
Segundo informação a instituição não pagou o mês de fevereiro aos contratados, simplesmente porque a direção pedagógica do CESA não fez os contratos no tempo devido. Nossa redação também ficou sabendo que houve necessidades emergenciais de ajustamento de horário e a prefeita só autoriza e assina os contratos num bloco só.

Essas foram às primeiras justificativas que nossa redação apurou, também ficamos sabendo que os professores só receberiam em Abril. Mas a pergunta que não quer calar é a seguinte: Quem vai pagar os compromissos dos professores contratados que são pais e mães de famílias? O profissional que pedindo dinheiro emprestado, pagando juros e passando aborrecimentos tem condições de desempenhar bem o seu trabalho? Por causa disso os professores fizeram a primeira paralisação antes do carnaval, mais que segundo informações, ficaram aguardando o presidente da AESA se reunir com os contratados para dizer quais as providências que estariam sendo tomadas. Tivemos a informação que essa reunião foi realizada com o Sr. Roberto Coelho (Presidente da AESA) onde o mesmo prometeu que até sexta ou segunda dia 09/03 os professores estaria recebendo, o que não aconteceu.
Nossa redação também ficou sabendo que a isonomia salarial não esta sendo cumprida conforme a seleção pública, apesar de não ser o motivo da paralisação, mas ficamos sabendo que daqui por diante será pauta corrente de diálogo com a AESA a isonomia, o tempo dos contratos e a forma de relacionamento. Possuem a mesma titulação, a mesma competência, então merecem ser tratados da mesma forma. É importante frisar que os professores contratados estão respaldados por uma seleção pública simplificada de avaliação de títulos com base em seu currículo e histórico profissional, conforme o último Edital 05/2014 do CESA.

Vale salientar que os professores efetivos não pararam por não estarem com esses problemas, Gestores, professores e funcionários recebeu normalmente. Nas redes sócias já é grande a movimentação de alunos apoiando os professores. Os alunos estão revoltados e estão se organizando pra não pagar a mensalidade do mês até que se resolva. Segundo informações se segunda-feira dia 30 esse pagamento não tiver sido feito os professores pretendem continuar a paralisação até o pagamento dos atrasados. Até o fechamento dessa matéria tentamos entrar em contatos com o Sr. Roberto Coelho sem sucesso, desde já nossa redação se põe a disposição dos professores contratados, alunos e da instituição para que os mesmos possam esclarecer os fatos citados.

Nenhum comentário

Juliano Cesar. Tecnologia do Blogger.