Header Ads

Image and video hosting by TinyPic

Filme sobre Nena Cajuína ganha prêmio de melhor filme no Recifest

O Filme de Almir Guilhermino " Nena Cajuína" levou o troféu de melhor filme no IV Recifest - Festival de Cinema da Diversidade Sexual e de Gênero.
O prêmio veio do júri oficial do evento.
O filme conta a história de Nivalda Rafael de Siqueira, conhecida como Nena Cajuína, prostituta que marcou época na cidade de Arcoverde. 

Nena foi indicada em 2013, pela vereadora Célia Cardoso a receber a Medalha Cardeal Arcoverde, uma das comendas mais importantes do município. Na época, a iniciativa gerou muita polêmica na cidade e ela não foi receber a comanda. 

Nena Cajuína começou a trabalhar como garota de programa aos 13 e agora é dona de um bar em Arcoverde, onde reside.
O festival ainda premiou os filmes " Transexualidade Masculina", " Antes da Encanteria" e "Ingrid".

Confira os premiados da noite:

Prêmio do júri oficial
Melhor curta pernambucano - "Nena Cajuína"
Menção honrosa curta pernambucano - "Transexualidade Masculina"
Melhor curta nacional - "Antes da Encanteria"
Menção honrosa curta nacional - "Ingrid"

Prêmio do público
Melhor curta pernambucano - "Transexualidade Masculina"
Melhor curta nacional - "O chá do general"
Prêmio Fepec
Menção honrosa - "O chá do general"
Prêmio Fepec - "Horizonte de eventos"
Troféu Rutílio de Oliveira
Maria do Céu
Sr. Avelino Fortuna
Prêmio especial
Maxwell Viñole, promotor de Justiça
Amannda Oliveira

Nenhum comentário

Juliano Cesar. Tecnologia do Blogger.