Header Ads

Image and video hosting by TinyPic

Culpado pelas irregularidades na Câmara de Arcoverde seria um tesoureiro



Os supostos desvios de recursos ocorridos na Câmara Municipal de Vereadores de Arcoverde já teria um culpado assumido: o tesoureiro. Quem disse isso foi o vereador, e presidente da Casa James Pacheco, Sargento Siqueira, na última sessão do primeiro semestre do poder legislativo, depois de ser cobrado pelos demais vereadores que recebiam todos os dias na rua cobranças quanto ao caso.
De acordo com o presidente, entre os dias 15 e 17 deste mês, quatro auditores do Tribunal de Contas do Estado estiveram na Câmara de Vereadores para apurar as denúncias de irregularidades naquela casa legislativa. Os culpados foram “demitidos”, segundo Siqueira.
O presidente da Câmara revelou só ter tido conhecimento das irregularidades no dia 23 de abril, quando um técnico da CESPAM, empresa que presta assessoria a câmara de vereadores, teria descoberto tudo e lhe avisado. Falou que o caso estava numa delegacia especializada do Recife, mas até aquele momento não tinha procurado saber como andava as investigações.
Siqueira finalizou dizendo que o tesoureiro “assumiu todas as responsabilidades sozinho” que os vereadores, os funcionários e os comissionados não tem nada haver com o caso. Ele ainda revelou está terminando um relatório que deverá ser entregue ao Ministério Público e ao TCE.  

Nenhum comentário

Juliano Cesar. Tecnologia do Blogger.