Header Ads

Image and video hosting by TinyPic

Vereadora Zirleide Monteiro denuncia falta de medicamentos em posto de saúde de Arcoverde.

CADÊ OS MEDICAMENTOS QUE ERAM PARA ESTAREM AQUI?", com essa pergunta em letras garrafais, a vereadora Zirleide Monteiro (PTB), postou hoje uma denúncia sobre a falta de remédios em unidades de saúde de Arcoverde. Na manhã desta quarta-feira (06), a vereadora denunciou em sua página nas redes sociais o que ela chamou de "falta de cuidado com a saúde do povo", o que poderia-se chamar de descaso. Ela esteve visitando a  Unidade Básica de Saúde da Família Universitário, que fica na Rua Gumercindo Cavalcanti, na rua da AESA, e testemunhou várias irregularidades e, principalmente, a falta de medicamentos. 

Na farmácia, foram identificadas algumas caixas com medicamentos, mas por outro lado, havia várias caixas de armazenamento com apenas um envelope de uma simples dipirona, ou mesmo nada. Médico que era para atender todos os dias da semana, com exceção de um que seria para atividades extras, só atende durante três dias da semana e em horário determinado: das 07h30 às 11h30. 

"Quem precisar de médico de saúde da família no bairro do São Cristóvão, na UBSF Universitário, pode correr para o hospital, porque ele não atende a tarde. Ou seja, fazemos de conta de que temos um Programa da Família, a população paga com seus impostos, mas os serviços ficam cada vez mais a desejarem e o governo ainda diz que a saúde melhorou. Vamos mostrar que não!", afirmou a vereadora. 

Por outro lado, os agentes de saúde ao invés de estarem atuando nas ruas, orientando a população, os agentes de saúde fazem plantão na UBS e pra piorar, a farmácia que deveria ficar aos cuidados de uma pessoa exclusiva, que existe, mas está de licença, está sendo respondida por uma agente de saúde, tendo sua função desviada pela prefeitura, quando que deveria estar nas casas, acompanhando a população e a orientando quanto as questões de saúde, constatou a parlamentar.

Em sua postagem, a vereadora ainda ironiza com o governo dizendo que "Com tanta gente sem fazer nada no Gabinete da Prefeita bem que ela poderia mandar alguém cuidar da farmácia do Posto Universitário. Afinal, lá, ao lado dela, embora ninguém veja, tem 05 assessores especiais que ganham, cada um, R$ 3.600,00 e outros 06 Oficial de Gabinete com salários de R$ 1.500,00".

Ela cita ainda saber das dificuldades que muitos agentes tem para trabalhar, mas também sabe que há alguns apadrinhamentos que só prejudicam o trabalho. "É preciso valorizar os agentes que querem trabalhar, seguir sua rotina de trabalho, pagar a eles os seus direitos, as gratificações como a do PMAQ, que é o Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica, que manda dinheiro para a Secretaria de Saúde partilhar como todos os profissionais da UBSF, desde o médico até o agente de saúde. Vamos cobrar isso", finalizou Zirleide Monteiro.

Ela termina a postagem com uma cobrança a rpefeita do município, Madalena Britto (PSB), em letras garrafais: "Então perguntamos: PREFEITA, CADÊ OS MEDICAMENTOS QUE ERAM PARA ESTAREM AQUI, NA UBSF UNIVERSITÁRIO? CADÊ O DINHEIRO DOS REMÉDIOS?"

Fonte>FOLHASDASCIDADES


Nenhum comentário

Juliano Cesar. Tecnologia do Blogger.